(62) 3326-4077

Estrutura Organizacional

  • Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário

    Secretário: Luiz Carlos Pereira Macaúba

    Telefones: 62 3326-5162

    Email: agropecuaria@jaragua.go.gov.br

    Endereço: Rua Pedro Batista, n° 124, Centro

    Horário de Funcionamento: Segunda a Sexta das 08h às 11h e das 13h às 17h

    Competências

    Art. 28-A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agropecuário é o órgão responsável pelo planejamento, coordenação, formulação e execução das politicas municipais de agropecuária, competindo-lhe, além de outras atribuições regulamentares:


    I-a orientação, de caráter indicativo, à iniciativa privada, de empreendimentos de interesse econômico para o Município, em especial, a implantação de projetos voltados para a expansão do segmento agropecuário;


    II-o incentivo e o estímulo à localização e manutenção de empreendimentos agropecuários, e a promoção de medidas de atração de interessados em operar atividades desses segmentos no Município, em articulação com os setores econômicos locais, estaduais e nacionais;


    III - a promoção de serviços e ações de extensão rural, de assistência técnica especializada e de incentivo à agricultura familiar, bem como a promoção de politicas de comercialização de seus produtos;


    IV-o desenvolvimento de atividades, ações, projetos e programas em parcerias com organismos estaduais e federais oficiais ou privados e, juntamente com cooperativas agropecuárias e empresas de fomento à produção agropecuária através da integração;


    V-a promoção e execução de cursos, seminários, palestras de capacitação e de profissionalização dos agropecuaristas, especialmente voltados para a prática da administração da propriedade rural e à agregação de atividades econômicas alternativas junto às propriedades rurais;


    VI- a articulação com órgãos e entidades do Estado e do Governo Federal para formulação de diretrizes e execução de programas e projetos de apoio ao desenvolvimento da produção familiar do abastecimento alimentar e do desenvolvimento técnico-econômico dos agricultores familiares em geral e da organização das comunidades rurais;


    VII-a organização social e econômica dos agricultores com vistas ao desenvolvimento local sustentável e a melhoria da qualidade de vida por meio do implemento a produção, a agregação de valor aos produtos e a geração de renda;


    VIII-o planejamento para promoção de melhorias de infraestrutura rural para facilitar a permanência do homem no campo e o desenvolvimento da agroindústria familiar organizada em redes solidarias de produção;


    IX-o apoio na execução dos serviços de interesse coletivo, em melhorias na infraestrutura das propriedades rurais, de forma subsidiada, priorizando os agricultores de baixa renda.